17 de ago de 2011

Há pelos na pia
te vi deitado na sala
Dormiu lendo um livro
com a barba raspada

Passeamos todo o domingo
visitamos os amigos
Sorrimos até cansar
e você descansou na sala

Vim te buscar
meu belo adormecido
Vem pra nossa morada

Guardei pra ti um lugar
fiz um ninho
O conforto de sua namorada
Vou pra cama
mil livros me rodeiam
O sono impede de ler
adormeço lendo
antes havia um
desatento boa noite
de qualquer pessoa
mal tormento hoje
só há livros

16 de ago de 2011

O Próprio Amor-prÓprio

Estava tão só que fugiu de si
escreveu uma carta pra casa,
terminou tudo pelas frases.
Não abriu quando recebeu
ignorar estava na moda
ter razão, não

E pode piorar

Miojo e cubos de carne
Tang e cubos de gelo
nenhuma mulher na cama
nenhuma puta na sala

Pode ser pior
poderia haver um corpo
frio estendido no banheiro

Poderia ser pior
minha mulher ser puta
minha puta não ser mulher
Não posso mudar a paisagem
- errei tentando, mas tentei

Agora tento olhar mais longe
- e me enxergar mais perto

Sou um homem do futuro
- sei me dedicar ao agora

2 de ago de 2011

Gentil Descanso

Haverá tranquilidade
paz
em todas as tensões
em cada músculo, cada parte
da testa ao queixo
nas dobras das mãos
a gentileza, a pureza
o último carinho da vida
feita no aconchego
e de volta ao lar
entregue ao mundo
de verdade, apenas
morto

Poucas batidas por minuto

Você me parece muito cansado
cansou até de não ser você
cansou dos medos
que
te prendiam a nada

Estou apenas sussurrando
ao seu ouvido
você semiconsciente
eu
nem sei porque
tento mantê-lo acordado

O que você´me permite
além de atuar
fingir tanto sofrer
é ver

Sussurrando ao seu ouvido
"feches os olhos
não há mais nada
a temer
diga adeus"

Cortando (cortando mais, sangrando menos)

Ela se move de um lado
se move para outro, dança
bebe outro gole, dança
De um lado para outro

Também o cabelo, de um lado
Quando ela dança, para outro

Tem a língua afiada
há de usar
A pele de cobra
que sai entre os dedos
e se enrola na mão
com a língua
afiada

cortando

de um lado
para outro



.

TTTÉDIO

Fumar
então fumar mais
dormir
Acordar com raiva
Fumar
pra passar

Num sábado desses
há garotas nos clubes
há moças no sol
de óculos escuros
molhadas
tanguinha, requebrando

Eu acendo outro baseado
olho adiante
nada vejo

Até que a fumaça some
o efeito passa
E
nada vejo

Essa merda
não ia me levar além?


.

Noutros Papos

Há outros papos que quero ter contigo
mas não quero descrevê-los
Deixa pra gente ver isso depois
vamos tentar o que ainda não tentamos

e agora já percebemos, o tempo

o tempo pede pra tentar
passa lento aos que não vão
o caminho fica grande
aos que só caminham

E nos outros papos, baby
Tanto faz em quanto tempo
ou sequer por onde
depois vou te contar