2 de abr de 2008

Meio assim, sabe?



Era o mundo que ela sonhava pra gente, é o mundo que hoje eu sinto muita saudade. pena ser infantil na época que não deveria ser, estranho também dizer "pena", o mundo crecera em minha volta e eu não consiguia alcançá-lo. Faz falta, e é melhor fazer mesmo. Não seria capaz de fazer as coisas melhores do que já fiz, não seria capaz de resolver os problemas que antes eu não consegui. Mas tem horas que tenho que deixar a saudade de lado e seguir em frente, talvez seja agora né!?

...Sei não, se conseguisse, eu reclamaria da falta que a falta me faz,eu sou assim, todo incontente.

2 comentários:

  1. Não saberia o que aconselhar. Você me encontrou no mesmo momento de saudades.
    Eu ainda não abandonei a minha.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Não sei se esse é o poder de toda poesia, mas me identifiquei com este... a vida as vezes parece uma tarde cinza, chata e ociosa, onde a única coisa que parece lhe alegrar é um "super nintendo" e meia-hora de "Aladin"... Marcelo Silva.

    ResponderExcluir