11 de jun de 2008

Uma passeio de bicicleta e uma mente que voa

Eu ainda me lembro de uma época da minha infância, daquelas que a gente sempre sente saudades, eu assitia muitas vezes o filme do menino maluquinho, por causa de toda a diversão e também por causa do vô passarinho.
Naquela mesma época minha avó voou para mais longe, não houveram balões no céu, não tinha também motivos para sorrir. Meu avô paterno também voou e por último se foi o materno.
Da lembrança mais recente, ficou a de um velho que comentava, a cada dia que me via, sobre minha barba e me contava umas mentiras boas de ouvir, misturadas com algum resmungão.
Tempos bons os da infância, lembrança boa a dos meus avós, saudade que um dia também será esquecida, mas, sinceramente, espero que não.

Um comentário:

  1. Adorei este texto...
    Fico contente que tenhas apreciado o post sobre Vygotski...
    um abraço,

    ResponderExcluir