30 de abr de 2012

Reveillon

Desejo de descoberta
noção de que algo se repetirá
um novo brinde
a branda festa
no céu nada mudará

A noção do cantar do galo
que não muda e nomeia missa
continuará o ano inteiro
e ninguém mais desejará felicidade
(se muito no aniversário)

Hoje eu vou passar de preto
só o acaso pra brindar
muitos anos me esperam
gozos precisam vir.
E Eu não posso te aguardar



Pedro Ormuz

Nenhum comentário:

Postar um comentário