13 de out de 2011

Na casa vazia

Na casa vazia,
não tem hora pro almoço,
não tem motivo pra não experimentar um novo penteado,
não há porque não fazer desse corredor uma avenida,
do meu cachorro um público,
do meu sofá um palco,
dos meus livros mil mundos
e da saudade uma ligação pra sua casa

"oi, vem pra cá"

Nenhum comentário:

Postar um comentário